Avançar para o conteúdo principal

Enfim, coisa boa!

Embora seja publicitário, não costumo discutir ou colocar em pauta neste blog assuntos relacionados ao tema.

Mas não podia deixa de comentar sobre a campanha do TSE sobre a importância do voto nas eleições.

Os filmes sempre foram chatos, sempre foram quadrados. Dessa vez não. Dá vontade de assistir. É criativa e prendeu minha atenção. Coisa rara para comerciais do governo.

Abelhas

Círculos (na minha opinião, a melhor)

A criação é da W/Brasil e a produtora é a Ouro21, aquela lá que fica na Galeria Ouro Fino...

Comentários

Anónimo disse…
Não conhecia esses 2. Vi aquele do trem (de não deixar a oportunidade passar) e adorei! Também me chamou muito atenção. Não curti muito o da abelha, mas o do círculo é ótimo! É metafórico, um pouco nonsense, e super direto!

A Amiga
Unknown disse…
Behold: A Abelha Imortal! Porque essa abelha é superhumana (ou superabelha rs), já que uma abelha comum vive pouco mais de um mês... mas tudo bem, é propaganda...

Mensagens populares deste blogue

Telefônica 10 anos

Muito gostoso de ver o comercial comemorativo de 10 anos da Telefônica no Brasil. Tudo bem que as imagens são do banco de vídeo da Corbys e do Getty, mas a música "Can't Help Falling In Love" nessa roupagem está uma delícia de ouvir. Não sei se é jingle, não sei se é alguma gravação, enfim... Alguém da Play it Again ou da Publicis para decifrar pra mim? Agradeço muitíssimo e dou uma Paçoca Amor em retribuição.

O patinador Franco-Brasileiro em Sochi. Em Sochi?

Florent Amodio nasceu em Sobral, CE, e foi adotado por uma família francesa. Aconteceu dele ter virado um dos melhores patinadores da temporada. Nos últimos dias tem rodado por aí um vídeo de uma série dele ao som do  Eu quero tchu, eu quero tcha , do Gustavo Lima. Acontece que, diferentemente do que quase todo mundo está postando e comentando, isso nao foi em Sochi.  Aquela apresentação foi na Suíça, em fevereiro do ano passado.  Em Sochi, a música escolhida por ele foi La Cumparsita. Um tango, talvez o mais famoso deles.  Na nossa carência de heróis, estamos terceirizando.